Catástrofe identitária e autoritarismo militar: revocalizações literárias